Diagnóstico por Testes de Excreção Urinária para Supercrescimento Bacteriano do Intestino Delgado

O supercrescimento bacteriano do intestino delgado (SIBO) é caracterizado como o aumento do número e/ou alteração do tipo de bactéria no trato gastrointestinal superior e acompanha diversos sintomas intestinais como dor abdominal, distensão abdominal, gases, diarreia, entre outros.

Clinicamente, o SIBO é diagnosticado por cultura microbiana em aspirados de líquido duodeno/jejuno e/ou testes respiratórios (TR) de gases hidrogênio/metano após ingestão de carboidratos como glicose. A análise cultural de aspirados é considerada o padrão ouro para o diagnóstico de SIBO; no entanto, isso é invasivo e não é isento de riscos para os pacientes.

Os testes respiratórios são baratos e seguros, mas carecem de sensibilidade e especificidade diagnóstica, dependendo dos estados de doença dos pacientes.

Os ácidos biliares têm uma associação próxima e importante com as bactérias do intestino delgado no que diz respeito aos componentes dos ácidos biliares (metabolismo), circulação entero-hepática e estado de saúde/doença dos hospedeiros.

Adicionalmente, os testes de excreção urinária são usados ​​para o diagnóstico de SIBO usando conjugados de ácidos biliares sintetizados quimicamente, como ácido cólico (CA) conjugado com ácido para-aminobenzóico (PABA-CA), ácido ursodesoxicólico (UDCA) conjugado com PABA (PABA-UDCA) ou conjugado com ácido 5-aminosalicílico (5-ASA-UDCA).

Esses conjugados, ingeridos oralmente, são absorvidos por difusão passiva ao longo do intestino delgado.  Eles são divididos pela enzima hidrolase do ácido biliar bacteriano (colilglicina) e devem ser eliminados pela urina entre 60 minutos a 5 horas posteriores. Nos testes, o tempo das taxas de excreção urinária da liberação de PABA ou 5-ASA, incluindo seus metabólitos, são determinados como a medida da atividade hidrolítica das bactérias intestinais.

Embora o número de ensaios clínicos com esses testes de excreção urinária seja pequeno, os resultados demonstraram a utilidade dos conjugados de ácidos biliares como substratos de diagnóstico de SIBO.

Além disso, o tempo necessário para o teste de excreção urinária de PABA-UDCA (desde a ingestão até a coleta de urina) é relativamente curto (cerca de 4 a 6 horas). Coletivamente, o PABA-UDCA, especialmente o dissulfato de PABA-UDCA, é provável que ofereça um método simples e seguro para a avaliação de SIBO sem o uso de radioisótopos ou aparelhos especiais caros.

 

Referência:
Maeda Y, Murakami T. Diagnosis by Microbial Culture, Breath Tests and Urinary Excretion Tests, and Treatments of Small Intestinal Bacterial Overgrowth. Antibiotics (Basel). 2023 Jan 28;12(2):263. doi: 10.3390/antibiotics12020263. PMID: 36830173; PMCID: PMC9952535.

https://www.mdpi.com/2079-6382/12/2/263

Pós-graduações: (11) 98980-1238 Outros assuntos: (11) 94626-1560