• Pós-Graduação
  • EAD

Pós-Graduação em Oncologia na Visão da Medicina Integrativa (EAD)

  • maio de 2024
  • 18 meses
  • Coordenação: Dr. Gustavo Vilela e Dr. Efrain Olszewer

Objetivos do Curso

A pós-graduação foi desenhada para dar uma base ao médico não oncologista, para que ele se sinta seguro em conduzir um tratamento complementar no paciente oncológico. Portanto, o curso fala de todos os aspectos da Oncologia, fatores causais, ambientais, genéticos, metabólicos, traz noções gerais sobre os tratamentos convencionais (que devem ser conhecidos e entendidos), tais como quimio, radio, imunoterapia, cirurgia e drogas-alvo.

O curso abrange a odontologia e nutrição como áreas multidisciplinares importantes. Por fim, o aluno tem contato com alguns tratamentos complementares potencialmente úteis, tais como o ácido dicloroacético, a vitamina C endovenosa, o azul de metileno, a terapia potencializada por insulina (IPT), ozonioterapia, oxigenioterapia de von Ardenne, suplementação oral, processos de detoxificação, ácido lipoico, etc. Trata-se de um curso teórico (sem aulas práticas), disponível online (aulas gravadas), podendo ser acessado de acordo com o ritmo do aluno. Após o final do curso os alunos aprovados têm a opção de fazer mentoria com o Dr. Gustavo Vilela, podendo discutir casos individuais, assessoria de conduta e estágio clínico.

Pós-Graduação em Oncologia na Visão da Medicina Integrativa (EAD)

  • maio de 2024
  • 18 meses
  • Coordenação: Dr. Gustavo Vilela e Dr. Efrain Olszewer
  • Exclusivo para médicos | Reconhecido pelo MEC

Pra quem se destina

O curso é projetado especificamente para profissionais médicos interessados em ampliar sua compreensão das práticas complementares e alternativas utilizadas em conjunto com os tratamentos convencionais do câncer. Através desse programa, os médicos terão a oportunidade de explorar e incorporar abordagens integrativas no cuidado dos pacientes oncológicos, visando melhorar a qualidade de vida, reduzir os efeitos colaterais dos tratamentos e promover um tratamento mais abrangente e personalizado.

1° Módulo:

Conceito de Oncologia Integrativa: integrar as diferentes possibilidades terapêuticas para controlar a iniciação ou propagação das células tumorais Avaliação integrativa do paciente.
Definição de câncer. Nomenclatura. Epidemiologia dos processos oncológicos no Brasil e no mundo: conhecer a incidência e propagação dos tumores por faixa etária e sexo. Avaliação Integrativa do paciente. Como associar aos tratamentos convencionais. Aspectos legais: como explicar ao paciente, como conviver com os colegas, riscos e benefícios. História dos conceitos integrativos em oncologia. Nutrigenômica, nutrigenética, epigenômica, exômica, proteinômica, lipidômica e oncogenômica. Cronificação da doença: conceitos atuais indicam que é possível viver períodos mais longos de tempo com tumores metastáticos com as terapias atuais.

2° Módulo:

A base genética do câncer. Teoria genética das neoplasias: tumores se replicam por variabilidades genéticas Fisiopatologia do conceito genético em oncologia. Mutações genéticas e seu papel na oncogênese. Modulação polimórfica associada à expressão genética dos tumores identificar desregulação do ciclo celular, incluindo: ponto de restrição, via de pRb, CMyc proto-oncogene. Oncogenes. Mecanismos de reparo de DNA. Aplicabilidade nutrigenômica: modulação nutricional do genótipo para que não se expresse o fenótipo. Epigenética: fatores externos que influenciam no sistema genético. Cânceres hereditários – testes e uso prático. Oncogenética: testes genéticos na prática clínica. Estudo do Exoma: a fração do genoma que codifica os genes.

3° Módulo:

Teoria metabólica das neoplasias: tumores se originam das alterações metabólicas que podem se traduzir ou não no exoma. Alterações metabólicas estabelecidas na gênese oncológica.
Teoria de Otto Warburg: células tumorais e seu ambiente anaeróbico. Glicólise anaeróbica ou fermentação. Como integrar os conceitos da teoria genética com a teoria metabólica. Tumor e atividade do ácido glutâmico. Modificações celulares. Metilação e acetilação. Inflamação crônica e tumor.

4° Módulo:

Profilaxia e medidas preventivas – parte I.
Controle alimentar – bases nutricionais.
Fatores de risco. Drogas que interferem no ciclo celular, drogas que se usam para o tratamento do câncer sem que tenham nascido para esta finalidade. Fumo: tem mais de 100 fatores pro-cancerígenos já identificados, níveis elevados de alcatrão e nicotina e fonte de stress oxidativo. Obesidade: fonte primária de inflamação, mecanismo de autoalimentação das mitoses e mutações celulares. Alimentos: alimentos com capacidade de estimular inflamação e aumentar o stress oxidativo, resposta insulinêmica. Alimentos transgênicos e/ou modificados. Retirar, Reparar, Repor. Atividade física Controlar o stress oxidativo: entendendo os benefícios e malefícios do stress oxidativo. Ação do sistema antioxidante endógeno e exógeno e o NFR2. Controlar o stress adrenal: níveis hormonais alterados por transtornos de comportamento e sua atividade na desregulação celular.

5° Módulo:

Profilaxia e medidas preventivas – parte II. Controlar a inflamação crônica, como modular e tratar. Metabolismo das prostaglandinas. Fatores metabólicos associados – resistência a insulina. Modular função hepática: detoxificação hepática. Considerar as vias de metilação e acetilação. Metilação: alterações de grupos metilo, interferência no DNA, fator de iniciação de transformações celulares, vínculo com o metabolismo do complexo B. Acetilação: relacionado com as proteínas de choque e recomposição de aminoácidos nas sequências de códons.

6° Módulo:

Medicina Nuclear: PET-CT e cintilografia Ultrassonografia em Oncologia:
1- Rastreio do câncer de mama com métodos não cancerígenos.
2- O câncer de tireoide está aumentando: Etiologia- prevenção e como rastrear.
3- Exame tríplice para rastreio do câncer de próstata: US associada ao Doppler e Elastografia. Tomografia computadorizada e Ressonância Nuclear Magnética em Oncologia. Princípios básicos sobre os exames. Indicações (quando e o quê pedir). Conceitos gerais sobre os equipamentos.

7° Módulo:

O meio ambiente e sua influência na tumorigênese. Disruptores oncológicos: drogas, poluição. Metais pesados: metaloproteínas, participação como catalizadores enzimáticos que podem se associar a metilação e acetilação. Derivados do petróleo, bisfenol, pesticidas agrícolas. Bactérias e Vírus oncogênicos. Histórico (CWD, RIFE, vírus).

8° Módulo:

Imunoterapia e drogas-alvo: conceitos, indicações, contraindicações.
Cirurgia oncológica: características, indicações, contraindicações, cirurgia paliativa, cirurgia curativa, cuidados pós-cirúrgicos – parte I
parte II

9° Módulo:

Radioterapia: indicações, contraindicações, modalidades, sequelas, lesões actínicas, integração terapêutica. Mecanismo de ação, alterações bioquímicas induzidas no tratamento, tipos de tumores sensíveis e radiorresistentes, taxa de sucesso, efeitos colaterais Onco-hematologia e TMO

10° Módulo:

Medicina Biológica Alemã – alcalinização, enzimas, Noções sobre endobiontes, microscopia de campo escuro Homeopatia e Organoterápicos Odontologia Biológica

11° Módulo:

Entendendo a quimioterapia: classificação, mecanismo de ação, forma de uso, contraindicações, efeitos colaterais e sucesso terapêutico. Entendendo a quimioterapia: classificação, mecanismo de ação, forma de uso, contraindicações, efeitos colaterais e sucesso terapêutico. Cancer Reversal Protocol

12° Módulo:

Fitoterápicos e compostos. Bioativos na abordagem oncológica – parte 1 Fitoterápicos e compostos. Bioativos na abordagem oncológica – parte 2 Medicina canabinoide

13° Módulo:

Nutrologia, dieta enteral, parenteral, sarcopenia Dieta cetogênica, FMD, jejum Gerson + Budwig

14° Módulo:

Tratamentos nutricionais parenterais: cuidados com os tratamentos parenterais. Via parenteral permite absorção muito maior de nutrientes. Soro polarizante Mimetizadores de glicólise anaeróbica: ácido lipoico e glicosamina
DCA

15° Módulo:

Terapias Integrativas: azul de metileno e Viscum album Cúrcuma, resveratrol, procaina Terapia Neural

16° Módulo:

Terapias bio-oxidativas (1): von Ardenne, Terapias Bio-oxidativas (2): O3 Terapias Bio-oxidativas (3): CDS

17° Módulo:

Terapias Bio-oxidativas (4): Vitamina C Nitrato endovenoso (5) Homotoxicologia

18° Módulo:

Estudos independentes.
Revisão.
Prova.

*Esta programação poderá sofrer alteração sem aviso prévio.

PROFESSORES E COORDENADORES

A Fapes Saúde trabalha para divulgar experiências científicas com coordenadores altamente gabaritado

Dr. Gustavo Vilela

CRM/SP: 91.619 Onco-hematologia

Médico, professor e pesquisador, há mais de 15 anos desenvolvendo tratamentos complementares

Graduou-se em medicina pela Universidade de São Paulo (USP – 1997) e concluiu sua residência médica no Hospital das Clínicas, dando continuidade aos seus estudos na Universidade de Paris (França). Desde 2007, estuda e utiliza em sua prática médica os conceitos da medicina funcional, integrativa e ortomolecular, uma nova abordagem para o cuidado e a prevenção de doenças, que incorpora a arte e a ciência da Medicina. Tem a própria clínica onde atua direta e indiretamente com tratamentos relacionados a medicina integrativa com tratamento complementar ao câncer, fibromialgia, doenças crônicas e auto imunes, barras de access, entre outros.

Dr. Efrain Olszewer

CRM: 49850 – Clínica Médica - RQE 34.021

Dr. Efrain Olszewer, médico clínico geral e pioneiro na Prática Ortomolecular no Brasil.

Já publicou mais de 90 livros e liderou os mais importantes Congressos Internacionais de Prática Ortomolecular no Brasil e no mundo.

Além de suas contribuições literárias e acadêmicas, ele também é diretor científico na fundação da FAPES Saúde, onde ativamente participa em programas de formação na área, tendo formado mais de 25.000 médicos e 4.000 nutricionistas.

Adicionalmente, o Dr. Efrain é diretor científico e membro honorário da SENMO (Sociedade de Estudos em Nutrição e Medicina Ortomolecular) e da AMBO (Associação Médica Brasileira de Prática Ortomolecular).

Pós-graduações: (11) 98980-1238 Outros assuntos: (11) 94626-1560